O FUTURO NÃO TEM PREÇO – 11 Anos da CSA Demétria.

O verdadeiro alimento tem, sempre, que se tornar comida. E toda comida deveria, sempre, ser um verdadeiro alimento.

Para a maioria das pessoas é difícil compreender quando dizemos: Numa CSA – Comunidade que Sustenta a Agricultura – não existe compra, e também não existe venda.
O que uma CSA faz é: dar apoio, incondicional, a Causa Social Agrícola.

Apoio incondicional significa que a contribuição feita pelos Membros, Co-Agricultores, de uma CSA não está condicionada a produtos e mercadorias, como ocorre em Grupos de Compra.

CSA não é Grupo de Compras, nem Grupo de Consumo Consciente (é preciso dizer: ainda bem que também existem estes grupos), CSA é literalmente uma “Comunidade que Sustenta a Agricultura”.

Isto significa que as pessoas que se juntam numa CSA assumem junto ao Agricultor os possíveis riscos e prejuízos do Trabalho Familiar Agrícola.

Numa CSA dividimos também a Abundância, recebemos a mais nas Cestas de Alimentos orgânicos semanais quando a colheita é farta, e muitas vezes é.

Nada prejudica mais o trabalho Familiar Agrícola que a incerteza: Plantar, para quem?
Essa questão torna a Agricultura Familiar vulnerável, sensível a especulação e a exploração do mercado.

“O mercado/capital é INDIFERENTE A QUEM ELE EXPLORA.” (Wilson do Nascimento Barbosa)

Isso é o que gera a falsa impressão/discurso da escassez. Sim, a escassez é um falso discurso.

“Nós já resolvemos a questão da escassez. O que precisamos agora é distribuir direito.” (Sidarta Ribeiro)

E pra distribuir direito, precisamos resolver a questão do acesso.
E a questão do acesso é a questão do “Como se organizar.” – Com os recursos que tivermos, onde estivermos.

Havendo organização, o plantio (no caso da Agricultura Familiar) pode ser orientado conforme as necessidades da real demanda.
“O mercado não faria isso, já que dirige tudo de forma anarquicamente casual.” (R. Steiner)

As mesmas ideias e conceitos poderíamos aplicar em qualquer área.
Isto é tão verdade, que o mercado/capital o faz, a seu modo, sempre visando o lucro, síntese da exploração e do acúmulo.

Até quando a sociedade viverá sem se quer refletir a respeito?

O Movimento de CSA’s no Brasil traz estes conceitos para o Campo prático, dentro de um modo de economia Solidário.

Nestes poucos 11 anos de CSA Demétria – Horta do Marcelo estamos cada vez mais próximos de gerar Alimentos em conformidade com as reais necessidades, com um excedente “racional”, encaminhado e distribuído a quem não tem condições de contribuir financeiramente, mas que também tem direito de acesso.

O verdadeiro alimento tem, sempre, que se tornar comida. E toda comida deveria, sempre, ser um verdadeiro alimento.

Um caminho possível.
Uma “Oficina para o Futuro”.

APOIE OS MOVIMENTOS SOCIAIS.
O MUNDO NÃO MUDA SOZINHO.
O MUNDO PRECISA DE GENTE QUE FAZ.

(Carlos Lira).

Compartilhe:

Mais postagens da CSA Brasil

Nosso curso é composto por dois módulos: Filosófico e Prático e tem carga horária de 32 horas. Acontece duas vezes ao ano, fique atento as